Da escrita musical

Uma partitura bem desenhada é bela. Dizer que a Vénus de Milo não é tão bela, ou, é mais bela do que a o Binômio de Newton é uma bobagem. Tudo que o é real é belo, tudo que é correcto é belo. A partitura mostra bem isto. A bela música é tão bela escutada quanto vista. Não existe uma diferença entre ambas as belezas. São igualmente belas. Nunca conheci uma mulher que não fosse bela, quando acreditei ter visto uma logo percebi que não era mulher de facto. É como o homem, ou é estupido ou é mulher, tem um livro do Gonçalo M. Tavares chamado “O homem ou é tonto ou é mulher” que reduz tudo o que tenho a dizer sobre isso. Mas voltando à partitura, não era necessário Beethoven ter tido tanto trabalho para compor, não se faz necessário ouvir para compor uma bela sinfonia. A própria beleza da partitura informa o autor surdo de que ele está no caminho certo. Não sei porque os homens curtem tanto se esforçar por algo simples, não é motivo de panico perder um dos sentidos, os outros estão aí para substituí-lo, o homem é de facto um ser estupido.
Pedro Possebon, 18 de Novembro de 2014, Santo André

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s