Do infortúnio da convivência

A convivência mata qualquer espírito livre. Enfeia a beleza. Desvirtua a virtude.
Estar longe é maravilhoso. Dias atrás, caminhando, procurando um problema para minha vida encontrei uma amiga com quem convivi intensamente há muito tempo. Ela estava incrivelmente mais bela, não diferente, havia apenas recuperado a beleza de quando a conheci. Beleza essa que perdera com a convivência. Esperto é aquele que desconfia das vivências.
Pedro Possebon

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s